A igreja é formada por pessoas e conduzida pelo pastor que as direciona conforme o que a Bíblia diz. O principal objetivo, que todo pastor tem em comum, é ver pessoas sendo alcançadas pelo evangelho e salvas através do sangue de Jesus.

Para alcançar cada vez mais pessoas não cristãs e manter os membros que já fazem parte da igreja, os pastores tem investido em diversas estratégias seja nos meios de comunicação, relacionamento, pequenos grupos ou evangelismo.

Agora, algo que passa desapercebido é que se o pastor fizer uma boa gestão da sua igreja, ele poderá alcançar todos esses objetivos. Cuidando melhor daqueles que já frequentam a igreja e alcançando os que ainda não fazem parte dela.

Mas como isso é possível?

Uma boa gestão dos membros ocorre quando a igreja possui o cadastro do rol de membros atualizado e com as principais informações que auxiliem o pastor no cuidado e acompanhamento da sua igreja.

Através do cadastro de membros e frequentadores atualizado e até de anotações da frequência dessas pessoas nos cultos da igreja. Você terá relatórios que mostrarão através dos dados como sua igreja está hoje. Você poderá saber:

  • quantos membros sua igreja tem;
  • quantos frequentadores sua igreja tem;
  • quantos visitantes ela teve em um determinado período de tempo;
  • quem tem ido aos cultos e quem não tem;
  • quantas pessoas participam da sua igreja por faixa etária (crianças, jovens, adultos, idosos); e
  • qual o estado civil dos participantes.

Estas são apenas as principais informações que você pode tirar de relatórios de frequência e do cadastro de membros e frequentadores. Mas, quanto mais completo for o seu cadastro, mais informações você terá e mais relatórios poderão ser gerados.

Porém, não basta ter acesso a esses dados e relatórios, se você não tomar atitudes que melhorem o cuidado com os participantes da sua igreja. Por isso, vou descrever algumas atitudes que você pode tomar com base nas informações citadas anteriormente:

  1. Com a informação de quantos membros sua igreja tem e quem são eles, você deve procurar cuidar dessas pessoas. Entre em contato com um membro (um representante de uma família) da sua igreja por dia pelo telefone, ore por ele, converse e tenha um tempo de cuidado e qualidade. Você também pode marcar visitas nas casas dos membros. Não espere que eles venham até você;
  2. Em relação aos frequentadores, procure saber por qual motivo eles ainda não decidiram se tornar membros da sua igreja. Talvez você precise criar uma classe de estudo bíblico que ensine os primeiros passos na fé para os recém convertidos. Além de apresentar a visão da sua igreja com seus usos e costumes. Esse pode ser o primeiro passo para aqueles que irão se batizar. Converse com eles e mostre-se disponível para ajudá-los;
  3. Quando você coleta os dados dos visitantes em cada cultos, você pode enviar mensagens de “boas-vindas”, convidá-los para outros cultos e eventos da sua igreja, e até ligar para eles para orar por eles. Demonstrando esse cuidado e atenção com os visitantes, é mais provável que eles voltem para sua igreja e tornem-se frequentadores dela;
  4. Quando você sabe quem tem participado dos cultos e quem não tem, você pode entrar em contato com as pessoa faltantes para saber como elas estão. Algumas podem ter faltado por questões de saúde e se sentirão muito amadas por você e pela igreja, ao receber sua ligação. Esse cuidado ajuda a motivar os cristão que estiverem desanimados, tornando-os mais comprometidos com a igreja;
  5. Através da divisão de faixas etárias, você pode tomar atitudes que atendam melhor às necessidades da sua igreja. Criando cultos específicos para crianças, adolescentes, jovens e idosos, caso veja uma necessidade;
  6. Através dos dados do estado civil, você pode criar eventos especiais para casais, um curso sobre namoro cristão ou o que achar mais necessário.

Enfim, são muitas ações de cuidado que você pode tomar com base em apenas alguns poucos dados. Por isso, ter uma boa gestão dos membros e participantes da sua igreja, vai te ajudar no acompanhamento de cada um.

Essa mensagem de amor que os participantes recebem, faz com que eles se comprometam mais com a sua igreja, consolida os visitantes e traz mais pessoas para fazerem parte dela. Portanto, tenha uma boa gestão da sua igreja!


Posts Relacionados