A Bíblia nos diz em 1 Coríntios 12:12 “Ora, assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, formam um só corpo, assim também com respeito a Cristo.” Que revelação maravilhosa a respeito da igreja, somos membros de um mesmo corpo. Onde cada um tem sua função e em unidade revelamos e vivemos o amor de Cristo.

A igreja é organizada também em outras partes maiores, são os grupos de pessoas que formam ministérios, departamentos, pequenos grupos. Acreditamos que essa é a melhor forma de trabalhar. Afinal, com uma divisão de tarefas todos têm a oportunidade de exercer o dom dado por Deus.

Mas o que acontece em muitas igrejas é a falta de unidade entre esses grupos. Ou seja, cada grupo opera de forma individualizada sem que haja uma mescla de informações. Acreditamos que uma igreja eficiente se move em unidade. Ou seja, todos os grupos, ministérios e pessoas que fazem parte dela caminham juntos.

O caminhar juntos envolve compartilhar informações, apoiar e cuidar não apenas do que é interesse seu ou de seu ministério. Mas sempre focando na igreja local como conjunto, como o corpo de Cristo.

Escrevemos este artigo para compartilhar com você como é importante que sua igreja se mova em conjunto. Onde todos têm o mesmo foco, e assim seus membros são bem cuidados, comprometidos com Deus e com a igreja e exercem seus dons e talentos.

Vamos falar a respeito de apenas uma das áreas que você pode mesclar em sua igreja, mas acreditamos que é possível fazer isso em todas elas. Continue lendo este artigo para entender porque e como você pode mesclar os dados de consolidação com os pequenos grupos.

Se sua igreja trabalha em pequenos grupos você já deve saber que um dos objetivos deles é a consolidação. Se você quiser saber mais sobre isso, leia nosso artigo sobre “Os 5 objetivos de um pequeno grupo

Os pequenos grupos ajudam a consolidar as pessoas em sua igreja, fazendo com que o relacionamento entre integrador e consolidado seja o mais natural possível. O acompanhamento um a um é essencial para um boa consolidação. E quando este acontece através de um pequeno grupo, fortalece os relacionamentos e os ensinamentos da fé cristã.

Então primeiro gostaríamos de incentivar que você faça da consolidação uma realidade nos pequenos grupos da sua igreja. Podemos resumir consolidação de forma simples dizendo que é o processo que caminha um frequentador até tornar-se membro da igreja.

Acreditamos que as consolidações também podem acontecer fora dos pequenos grupos. Mas que através deles elas serão mais eficientes. Afinal mesmo que o processo seja um a um, o pequeno grupo abre uma nova possibilidade de contato deste frequentador com a igreja.

Você deve mesclar os dados de consolidação com os pequenos grupos. Principalmente para verificar se eles estão cumprindo este objetivo. É importante que todas as pessoas que cheguem até sua igreja entendam o valor da membresia. Ou seja, o valor que há em fazer parte do corpo de Cristo.

Por isso você, pastor, deve acompanhar quem são as pessoas que frequentam os pequenos grupos mas ainda não tornaram-se membros. Deve ajudar os líderes a incentivá-los a dar esse passo importante em sua caminhada com Cristo. Demonstrando comprometimento com o corpo dele em uma igreja local.


Posts Relacionados