Organização é uma medida básica para todas as igrejas. Acreditamos que uma igreja se desenvolve bem e cuida melhor de seus membros ao implementar organização em suas atividades. 1 Coríntios 14.40 diz “Tudo, porém, seja feito com decência e ordem”.

Que a igreja deve organizar processos de consolidação você já sabe, mas o que mais ela pode fazer para que os frequentadores sejam realmente consolidados? Se você ainda não organizou os processos de consolidação de sua igreja, não deixe de ler nosso artigo sobre: Porque sua igreja deveria estar organizando o processo de consolidação.

Neste artigo procuramos descrever qual é o papel da igreja nos processos de consolidação. Esse papel vai além de criar um plano de organização claro e distribuir para a igreja. É muito importante que sua igreja saiba seu papel e cumpra ele, para que os objetivos sejam alcançados.

Oferecer estrutura

A primeira função da igreja, e com isso me refiro aos pastores, gestores e líderes é a de oferecer estrutura para que os processos sejam executados. Ou seja, sua igreja deve ter uma organização mínima sobre como serão os processos:

  • O que deve ser falado a um consolidado;
  • Quem poderá ser consolidador;
  • Como serão feitos os encontros;
  • Que materiais devem ser utilizados; e
  • Treinamento para os consolidadores.

Caso sua igreja não tenha uma boa estrutura para oferecer no processo de consolidação, ela corre um grande risco de não estar acompanhando bem seus futuros membros. Portanto ofereça uma estrutura básica para que os processos possam acontecer da melhor maneira possível.

Treinar consolidadores

A igreja tem o papel de treinar os consolidadores e reciclá-los. Você não pode apenas ter processos bem claros, se não tem pessoas preparadas para segui-los. Portanto a igreja deve treinar os consolidadores, mostrando a eles:

  • Qual é a melhor forma de acompanhar pessoas;
  • Como devem ser os encontros;
  • Que palavras ele pode usar;
  • O que ele não pode fazer;
  • Cuidados no aconselhamento.

É indispensável que os consolidadores sejam bem treinados de acordo com a visão da sua igreja. Afinal eles irão acompanhar pessoas e de certa forma ser o exemplo para os novos membros de sua igreja.

Provavelmente os novos membros que sua igreja terá serão reflexo do que esses consolidadores também são. Então não basta treinar os consolidadores e deixá-los por conta própria, a igreja deve oferecer suporte e reciclagem a essas pessoas.

Acompanhar os processos

É indispensável que além de planejar e treinar vocês acompanhem como estão sendo os encontros. A igreja precisa saber quem está caminhando com quem.

Dessa forma vocês poderão oferecer apoio e motivação aos consolidadores, e cuidado para que os processos sejam bem executados. Assim os consolidados serão corretamente acompanhados, e você entenderá melhor suas motivações.

Atualizar os processos

A igreja também precisa atualizar os processos. Ao acompanhar de perto o que tem acontecido, vocês verão e sentirão a necessidade de melhorar o modo como as coisas estão sendo feitas.

Evitando que eles fiquem ultrapassados e não acompanhem as mudanças que têm ocorrido em sua igreja e consequentemente não cumpram com o objetivo proposto. Que é cuidar dos frequentadores, oferecendo elos de ligação com a igreja, para que se tornem membros comprometidos com a igreja e bem cuidados por ela.

Esses são os principais papéis da igreja em relação aos processos de consolidação. Vocês devem oferecer estrutura para que eles aconteçam da melhor maneira possível, e precisam treinar os consolidadores para que eles caminhem conforme a visão de sua igreja. Além de procurar acompanhar esses processos, buscando visualizar como melhorar e atualizá-los.

Agindo assim sua igreja será eficiente em cuidado e acompanhamento, formando membros comprometidos através de processos bem organizados. E consequentemente uma igreja que cresce e se desenvolve de maneira saudável.


Posts Relacionados