Consolidação é o processo que caminha um frequentador até tornar-se membro da igreja. Organizar como serão feitas as consolidações é sem dúvida muito importante. O que não pode acontecer é que esses processos sejam abandonados. Ou seja, que a igreja deixe de atualizar e acompanhar os dados dos processos.

É indispensável que, além de planejar, vocês acompanhem como estão sendo os encontros. A igreja precisa saber quem está caminhando com quem, com que frequência eles realizam seus encontros e quem não está sendo acompanhado.

Por mais que vocês invistam em um treinamento adequado aos integradores, é impossível prepará-los para lidar com as mais diversas situações que surgirão. Portanto além de acompanhar cada um dos processos você deve investir em orar por esses irmãos.

Neste artigo vamos listar algumas situações as quais sua igreja deve estar atenta, pois elas prejudicam os processos de consolidação. Vamos lá?

Integradores desmotivados

Colocar integradores para acompanhar os frequentadores é uma atitude excelente. Esse tipo de consolidação é relacional, o que facilita muito que o consolidado crie laços na igreja e sinta-se verdadeiramente parte dela.

Mas se você não acompanhar os processos, e principalmente os integradores, facilmente eles ficarão desmotivados. Como eles são o elo de ligação do frequentador com a igreja, é indispensável que eles sintam-se motivados.

Portanto acompanhe os processos procurando ajudar os integradores. Esteja atento aos processos em atraso, aos integradores que estão a muito tempo sem acompanhar alguém, aos integradores que tem desistido de consolidar alguém. E procure sempre agir de forma preventiva, atualizando e reciclando os integradores.

Consolidados descomprometidos

Ao começar um processo de consolidação é comum o consolidado e o integrador estarem comprometidos. Mas em alguns casos o consolidado pode não cumprir esse compromisso. A igreja deve estar atenta para ajudar o integrador a lidar com essa situação e o consolidado a entender a importância de se comprometer. É simples identificar se um consolidado está descomprometido com o processo: ele falta aos encontros, ou se atrasa, ele não responde as mensagens do integrador, ele começa a se afastar da igreja.

É indispensável que a igreja esteja atenta a esses casos, e procure intervir nessa situação. Primeiro identificando qual realmente foi o fator que causou o descompromisso ao consolidado, e então agir na situação. Mas se sua igreja não acompanha os processos ela nunca saberá dessas situações.

Processos falhos

Outra situação que a igreja deve estar atenta é na forma como estão sendo organizados os processos. O dicionário nos diz que processo é o “modo de fazer alguma coisa; método, maneira, procedimento”. E nós já sabemos que não dá para fazer sempre a mesma coisa exatamente do mesmo jeito.

Quanto mais pessoas executarem os processos de consolidação em sua igreja, mais vocês deverão aprender sobre eles e principalmente melhorá-los. Por isso defina algumas métricas para acompanhar e utilize-as para melhorar a forma como estão sendo organizados os processos em sua igreja. Escrevemos um artigo a respeito “5 métricas para gestão das consolidações”.

Acompanhe os processos em sua igreja. Dessa forma você oferece apoio e motivação aos integradores, que se sentirão cuidados e amparados pela igreja. Mas também conseguirá identificar as motivações dos consolidados, ajudando-os e resolvendo as inúmeras situações que podem lhes causar descompromisso com a igreja.

Acompanhando os processos você consegue melhorá-los. Evitando que eles fiquem ultrapassados e não acompanhem as mudanças que têm ocorrido em sua igreja e consequentemente não cumpram com o objetivo.


Posts Relacionados